Criação de Sites, Manutenção de Sites e Links Patrocinados - Appearweb

HTTP: Veja os principais códigos de erro

Atualizado: 27/10/2021 - 13:10 | Cadastrado: 19/10/2021 - 13:10
Compartilhe


O
HTTP (Hypertext Transfer Protocol) pode ser traduzido como Protocolo de Transferência de Hipertexto e é entendido como um tipo de protocolo que traduz a resposta do servidor a algum tipo de acesso requisitado pelo usuário.

 

Durante a navegação nas páginas da web, os usuários podem encontrar determinados problemas e mensagens de erro. Isso acontece por causa de problemas relacionados com o mecanismo de acesso ao servidor, que pode estar comprometido ou danificado.

 

A lista de possibilidades de erros que o hipertexto pode apresentar é grande e composta por 41 códigos, com distintos problemas que veremos a seguir.

Categorias de código de erro

Os erros que acontecem dentro do hipertexto podem ser categorizados conforme a identificação do local da comunicação onde está ocorrendo.

 

São 5 as principais classes de erro existentes, e fazer uma boa gestão de entregas em relação ao acesso do servidor pode ser essencial para evitá-los.Entenda agora quais as características das categorias de erro e suas possibilidades:

1XX

Esta categoria diz respeito ao processamento de pedido de acesso a uma página. Dentro desta classe existem 3 possibilidades de erros: 100, 101 e 102 que remetem aos termos “continua”, “mudando protocolos” e “processando”, respectivamente.

2XX

Os números que tem início com o 2 na posição inicial indicam que determinada ação solicitada foi entendida pelo sistema, processada e concluída. Nesta categoria são 7 as possibilidades de erro com suas mensagens:

 

  • 200: Ok;
  • 201: Created (Criado);
  • 202: Accepted (Aceito);
  • 203: Non-Authoritative Information (Informação não autoritária);
  • 204: No content (Sem conteúdo);
  • 205: Reset content (Resetar / reiniciar conteúdo);
  • 206: Partial content (Conteúdo parcial).

 

Continue a leitura para entender os outros erros. 

3XX

Estas são ações de redirecionamento. Indicam que para a finalização de determinada solicitação de acesso, alguma ação deve ser empregada. Assim como a anterior, nesta categoria temos 7 possibilidades de erro com distintas mensagens associadas:

 

  • 300: Multiple Choices (Múltiplas escolhas);
  • 301: Moved Permanently (Redirecionado / movimento de forma permanente);
  • 302: Found (Encontrado);
  • 303: See Other (Veja outros);
  • 304: Not modified (Não modificado / alterado);
  • 305: Use proxy (Use o proxy – que é um servidor);
  • 306: Proxy Switch (Troca do proxy).

 

Nos próximos tópicos, você entenderá mais sobre o 4 e o 5. 

4XX

Esta categoria expressa erros nos quais a solicitação do cliente não pode ser processada por falta de autorização ou problemas relacionados ao próprio cliente.

 

É a categoria que mais apresenta possibilidades de erro, com 18 existentes. As mensagens de 400 e 404 dizem respeito a mensagens de solicitação inválida, pedido não autorizado, pagamento requerido, proibido e não encontrado.

 

Entre 405 e 412 são exibidas mensagens como método não permitido, não aceito, autenticação de proxy necessária, tempo esgotado de solicitação, conflito, perdido, duração necessária exigida e falha de pré-condição.

 

No intervalo de 413 a 417 podem constar mensagens como solicitação de entidade e de URL muito longa ou extensa, tipo de mídia não suportada, solicitação de faixa insatisfatória e falha na espera.

 

Como é uma classe de relação direta com problemas associados ao cliente, você pode pensar em implantação programa 5s que é uma nova estratégia para reduzir custos internos e otimizar os processos para o cliente.

5XX

Os erros com início no número 5 representam problemas com o servidor, especificamente. Indicam uma falha momentânea, na qual o servidor não conseguiu o acesso desejado.

 

Apresenta 6 possibilidades de erro e suas respectivas mensagens de comunicação ao usuário:

 

  • 500: Internal Server Error (Erro no servidor interno);
  • 501: Not Implemented (Não implementado);
  • 502: Bad Gateway (Porta de entrada ruim);
  • 503: Service Unavailable (Serviço indisponível);
  • 504: Gateway Time-out (Tempo limite da porta de entrada atingido);
  • 505: HTTP Version Not Supported (Versão não suportada).

 

Continue a leitura e conheça os principais erros de HTTP, bem como mais detalhes sobre cada um.

Principais erros do HTTP

Agora que você sabe sobre os tipos de erros que podem ser apresentados durante sua solicitação de busca nos sites, entenda quais são os principais, os mais frequentes e por que ocorrem.

 

Ah, também separamos algumas dicas de como tentar resolvê-los. Siga o artigo.

Erro HTTP 403

Quem nunca tentou acessar uma página e deu de cara com a seguinte mensagem: “Proibido - você não tem permissão para acessar este servidor”?

 

Esse é um erro muito comum e é resultado da falta de permissão ao navegador para acessar a página que você solicitou. A solicitação e o pedido de acesso foram feitos. Contudo, o pedido foi negado pelo navegador.

 

Podem estar envolvidos neste erro arquivos que contém elementos especiais de acesso, como senhas ou criptografia, e, principalmente, erros ou danos existentes no código HTML de acesso. Como corrigir esse erro? Siga essas três etapas principais:

1. Desative plugins

Os plugins são módulos de extensão de algumas páginas da internet que permitem a adição de funções. São leves e usados em alguns sites podendo ser desativados em algumas situações.

 

Se receber a mensagem 403, tente desativar os plugins. Caso o problema seja resolvido, você saberá que algum plugin poderia estar danificado.

2. Acesse o gerenciador de arquivos

Abra o gerenciador de arquivos, no menu da hospedagem do seu site, localize um documento com final .htaccess., faça um backup (registro de memória) deste no armazenamento da nuvem ou pendrive, apague do computador e reinstale.

3. Altere as permissões de acesso

Procure pelo controle de acesso e permita a consulta do público aos seus arquivos e pastas constantes na página por meio do gerenciador presente no menu de hospedagem do site.

Erro HTTP 404

É um dos erros mais comuns que ocorrem quando se busca determinada URL e o navegador não encontra por estar danificada ou fora do ar. Aparece associado à mensagem Not Found (Não encontrado).

 

Esse erro pode ocorrer por três razões: URL digitada incorretamente, inexistente, danificada ou alterada. Para resolver esse problema você pode tentar 3 principais ações: O redirecionamento de URL antiga para nova, se for o caso, por meio do uso do código 301.

 

A redefinição dos links permanentes da página, bem como o fator de desabilitar os plugins e temas, e ir ativando aos poucos para identificar qual deles está com problema.

Erro HTTP 500

Este tipo de erro acontece quando existe incompatibilidade em algum processo que pode ser no script (desenvolvimento ou roteiro) da página ou no pedido de acesso ao servidor que hospeda a página.

 

A mensagem que aparece ao lado do número é Internal Server Error (Erro do servidor Interno).  

 

O erro 500 pode acontecer como resultado de permissões restritas, plugins desatualizados e incompatíveis, versão desatualizada do PHP (um tipo de hipertexto) e alto consumo de recursos do servidor.

 

As permissões restritas estão envolvidas na maioria dos erros. Isso porque serve como uma valvula de segurança para impedir danos e acessos indevidos à sua página. A fim de corrigir o erro 500 você pode:

 

Atualizar e aumentar o limite de recursos processados pelo PHP; Eliminar restrições de acesso, mesmo que temporariamente; Desabilitar os plugins e temas; Usar um backup de uma versão anterior do site para tentar restaurá-lo a um momento de funcionamento.

Erro HTTP 503

O erro 503 ocorre quando uma opção de página não pôde ser acessada. Pode ser uma página de um produto, como empresas voltadas ao sistema de ponto eletrônico, fórum ou blogs de dicas.

 

Ao se deparar com este erro, a mensagem que aparece é Service Unavailable (Serviço Indisponível).

 

Este erro pode acontecer em casos de ataques maliciosos, como os de hackers (invasores de sites), PHP com problema em seus códigos, plugins e temas com defeito e recursos insuficientes do servidor.

 

Em casos de falha ou instabilidade na sua internet, ao tentar executar a tradução de sites, por exemplo, esta mensagem pode ser identificada. Para resolver esse problema, você pode:

 

  1. Desabilitar os plugins e temas, e ir ativando aos poucos para achar o problema;
  2. Aumentar os recursos do servidor;
  3. Reforçar a segurança da sua internet e computador com bons antivírus;
  4. Atualizar todos os drivers e plugins.

 

Além de outras ações, caso elas sirvam para o seu sistema e forma de agir.

Conclusão

Agora você já sabe quais são os principais erros de página na web e como pode corrigi-los. Se nada disso funcionar, busque a terceirização em TI e entre em contato com algum técnico da área que possa te ajudar a resolver o problema.

 

As empresas de TI (tecnologia da informação) possuem profissionais especializados na resolução desses tipos de problema e com pouco tempo conseguem colocar seu site no ar novamente ou resolver o que está travando o acesso.

 

Você pode pensar também no desenvolvimento de um software para loja, como um aplicativo, eliminando a linguagem usada em sites e empregando outros recursos e vetores para construção da sua interface de comunicação.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Veja Também

Appearweb - Criação de Sites, Sistemas Web e Links Patrocinados