Criação de Sites, Manutenção de Sites e Links Patrocinados - Appearweb

Google Ads: Passos fundamentais para ter sucesso nos anúncios

Atualizado: 29/06/2021 - 15:06 | Cadastrado: 28/06/2021 - 14:06
Compartilhe


Já não é novidade para ninguém como os grandes motores de busca se tornaram importantes no nosso dia a dia profissional, e até no pessoal. O que poucos sabem é como o
Google Ads pode mudar a história das empresas e marcas em geral.

Trata-se do Google AdWords (ou AdSense), que nada mais é do que uma rede de displays de publicidade online, focada em distribuir ações, campanhas ou mídias em geral que as marcas criam e anunciam como veículos de distribuição.

Quando estamos navegando por esse grande buscador e vemos um anúncio de algo como cobertura de vidro, é justamente esse serviço que está em jogo. Porém, hoje em dia ele cresceu muito e sua diversidade é bem mais ampla.

Na verdade, a própria plataforma tem crescido consideravelmente, especialmente após a crise da pandemia de 2020. Sim, esse foi um daqueles segmentos que não apenas não foram impactados negativamente, como se beneficiaram.

Pesquisas da Alphabet, empresa do próprio conglomerado de que hoje o Google faz parte, informaram uma curva de crescimento de 34% em relação aos períodos anteriores. Lembrando que a Rede de Display é a maior fonte de renda da marca.

Portanto, se você tem uma empresa e não está anunciando (ou já começou, mas ainda não conseguiu os resultados desejados), tenha uma certeza: sua concorrência já está presente nesse motor de busca e talvez esteja colhendo mais frutos do que você.

Até porque, hoje as buscas vão muito além de produtos populares e pesquisas para saber qual é o restaurante mais próximo. Elas lidam também com soluções nichadas, como um sistema de exaustão industrial, que é algo bem técnico.

Assim é que o Google vem se tornando a maior vitrine da internet e do mundo. Por isso decidimos escrever este artigo, trazendo aqui os passos fundamentais que você precisa dar para ter sucesso com os seus anúncios.

Se você quer entender melhor como isso é possível e transformar a realidade comercial, publicitária e financeira do seu negócio, basta seguir adiante.

O que é o Google Ads?

Acima ficou claro que se trata de uma rede enorme de anúncios que podem ser feitos online. No fundo, trata-se de vários formatos possíveis e de um alcance literalmente global.

Hoje há milhões de sites e plataformas digitais cujos banners são um espaço concedido para a rede do Google, permitindo que os anunciantes apareçam sem precisarem negociar diretamente com esses sites.

Não é difícil imaginar como essa pulverização pode ajudar um negócio de sistema de caixa para restaurante a atingir o seu público-alvo.

Ademais, hoje existem muitas outras frentes que servem como veículos alternativos em relação à Rede de Pesquisa, tais como:

  • Rede de Display;
  • Vídeos no YouTube;
  • Ações universais para Apps;
  • Google Shopping;
  • Outros banners e afins.

Enfim, a plataforma do Google tem conseguido aumentar cada vez mais seu alcance, levando os anunciantes a um nível incrível de abrangência e assertividade de mercado.

Até porque, além dessa pulverização incrível, há o elemento da segmentação. Assim, uma empresa de produtos de limpeza para condomínios vai aparecer apenas para um perfil de navegantes que tenham alguma sinergia com esse universo corporativo.

Desse modo, os créditos que cada anunciante utiliza são aproveitados da melhor maneira possível, desde que as campanhas sejam bem configuradas, conforme o passo a passo que apresentamos adiante.

1. As famosas palavras-chave

Quem navega muito na internet certamente já ouviu falar nas famosas keywords, que são as palavras-chave com as quais fazemos uma pesquisa qualquer.

Pois é fundamental entender que elas não são importantes apenas nas nossas buscas, mas também nos anúncios que uma empresa decide fazer.

Por exemplo, se a empresa trabalha com rebobinagem de motores, ela pode chegar a fazer um pequeno estudo de mercado para ter certeza de como seus clientes em potencial vão buscá-la.

Um exemplo clássico é o da mandioca, que pode ser chamada de macaxeira no nordeste do Brasil, e de aipim no sul. Ocorre que se você não utilizar uma dessas palavras-chave, quem buscar com ela não vai encontrá-lo.

Para ajudar, hoje o próprio Google tem uma plataforma que auxilia a fazer esse estudo de palavras-chave, que é o Keyword Planner.

Tenha certeza de uma coisa: nenhum dos passos que seguem abaixo vai fazer sentido se a sua campanha fracassar neste primeiro ponto.

2. Definindo um objetivo

Muitas empresas se empolgam na hora de marcar presença na internet e simplesmente acabam levando para ela a velha lógica de “atirar para todo lado”.

Ocorre que aqui no meio digital isso simplesmente não funciona, pois já não se trata de algo como fazer panfletagem na rua, entregando seu anúncio indiscriminadamente.

Por isso mesmo, é fundamental definir o seu objetivo. Assim, a plataforma do Google sugere que você escolha entre receber mais chamadas, mais visitas na loja ou no site.

Imagine um negócio de gestão condominial, por exemplo, que não tem estabelecimento físico aberto ao público, nem tampouco uma vitrine ou showroom.

Certamente, seria perda de tempo e de crédito customizar o anúncio para tornar o endereço da empresa o ponto de maior evidência. Já um restaurante vai se beneficiar muito em explorar esse ponto.

As chamadas podem ocorrer pelo telefone, por e-mail ou por qualquer meio, desde que o foco seja os clientes marcarem um horário com você e solicitarem seus serviços, ou mesmo a entrega ou instalação de um produto específico.

Por fim, movimentar o site é outra opção, que merece tanto destaque que vamos abordá-la no próximo tópico, como algo exclusivo e mais detalhado.

3. Como dominar a SERP?

Adiante ainda vamos entender melhor como e por que anunciar em cada um dos veículos que o Google tem hoje, do YouTube até a loja de aplicativos.

Mas é fundamental entender que a promoção do seu website ainda pode ser um dos grandes negócios promovidos pela Google, já que seu carro-chefe continua sendo a Rede de Pesquisas.

Assim você aparece na famosa SERP, que é a Search Engine Results Page, ou seja, a Página de Resultados de Mecanismos de Pesquisa.

Uma dica de ouro para dominar a SERP é investir em conteúdo. Muita gente pensa que isso é importante apenas para quem quer otimizar e aparecer de graça, porém os anúncios também seguem algoritmos e tendem a evidenciar as melhores opções.

O que o Google quer é promover quem tem o melhor conteúdo para seus usuários. Inclusive, só de fazer textos diferentes para o mesmo grupo de uma campanha, você já cresce nas chances de marcar presença com mais constância e força.

4. Os tópicos vs. os canais

Esse ponto pode parecer um pouco mais técnico, porém ele é fundamental e precisa ser melhor compreendido por todos os anunciantes do Google Ads.

Trata-se de dois modos distintos de segmentação, sendo um por tópico e outro por canal. O do tópico vai permitir que seus anúncios ganhem destaque tanto na Rede de Displays, quanto no YouTube e demais veículos.

Por exemplo, uma empresa da área de sensores de presença preço pode ter como tópicos Tecnologia e Segurança. A vantagem deles é que mesmo que os anúncios de referência mudem, a segmentação encontra outros da mesma área.

Já a segmentação por canal é mais específica, e fica restrita aos veículos escolhidos, ou mesmo aos sites referenciados, de modo que a função não se “atualiza sozinha”. Por outro lado, a assertividade costuma ser muito maior.

Então, lembre-se: hoje em dia é muito comum ouvir falar sobre a escolha dos veículos, a importância do nicho e de decidir onde anunciar, mas pouca gente sabe que o que deve determiná-los é, na verdade, a classificação entre tópicos ou canais.

5. Configure o orçamento

Outra regra de ouro é começar com orçamentos baixos, até você entender melhor qual é o tipo de configuração e segmentação ideal.

A própria plataforma dá essa ideia para os usuários, por meio do sistema de Orçamento Diário Médio, que configura as melhores opções.

Também é aqui que entra o famoso CPC (Custo por Clique). Assim, uma empresa de monitoramento residencial pode definir qual o teto de custos que ela quer ter pelo clique no anúncio.

Além disso, o Google se compromete a otimizar os gastos totais previstos para o mês em direcionamentos para os dias de maior probabilidade de receber cliques, visitas e conversões.

6. Teste alternativas

Por fim, qualquer tipo de marketing precisa de testes, para que com o tempo você descubra quais são os melhores investimentos. Ao definir a estratégia de melhor ROI (Retorno Sobre o Investimento), você já sabe com quais continuar e quais interromper.

Uma dica boa é aplicar os famosos testes A/B, com o qual você põe duas campanhas no ar ao mesmo tempo, depois pareando os relatórios para ver qual se saiu melhor.

Conclusão

Com esses 6 passos fundamentais qualquer empresa ou marca pode ter um sucesso bem maior nos seus anúncios no Google.

O mais bacana é que um crescimento sólido e bem firmado vai trazer retorno não apenas no curto prazo, mas também no médio e longo prazo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Curso de SEO Completo do Básico ao Avançado

Curso de SEO Completo do Básico ao Avançado

Saiba Mais
E-Book SEO Sem Segredos

E-Book SEO Sem Segredos

Saiba Mais
E-Book Grátis: Pegue o Seu Guia Sobre HTML, CSS, JS e PHP

E-Book Grátis: Pegue o Seu Guia Sobre HTML, CSS, JS e PHP

Saiba Mais
Comece a Ganhar Dinheiro Trabalhando Em Casa Hoje

Comece a Ganhar Dinheiro Trabalhando Em Casa Hoje

Saiba Mais

Veja Também

Appearweb - Criação de Sites, Sistemas Web e Links Patrocinados